(62) 3877-3223 / (62) 3089-5400

Como a Coreia se dividiu?

Postado em 06/10/21
Como a Coreia se dividiu?

Em setembro de 2021, estreou a série sul-coreana Round 6 na Netflix, que em poucos dias liderou a audiência em 82 países. Cada dia mais, a Coreia do Sul tem ganhado espaço no mercado audiovisual mundial, o que gerou interesse de muitos espectadores pela cultura coreana e suas grandes distinções entre a Coreia do Sul e do Norte. Saiba neste texto como surgiu a linha imaginária que divide a Coreia em duas e o que levou a Coreia do Norte a se tornar o país mais fechado do mundo.

Ao final da Segunda Guerra Mundial, um novo conflito ideológico surgiu no mundo. Os Estados Unidos propagavam o capitalismo, enquanto a União Soviética tentava expandir o movimento socialista. Por se tratar de um combate indireto, esse período histórico ficou conhecido como Guerra Fria. Foi no meio desse conflito que a Guerra da Coreia aconteceu, promovida pelas duas potências. O intuito dos EUA e da URSS era buscar mais aliados e territórios para espalharem suas ideologias, assim, eles buscavam países-chave em cada continente. A Coreia era um local estratégico para a conquista da Ásia, além do mais, os coreanos ainda não tinham um governo sólido, devido a colonização japonesa que só acabou com o fim da Segunda Guerra Mundial.

A partir dessas condições, os EUA e a URSS estabeleceram um acordo de ocupação do território coreano. As duas nações concordaram em ocupar a Coreia, dividindo-a ao longo do paralelo 38°N. Portanto, o Norte ficaria sob controle soviético e o Sul sob controle dos americanos. A eleição, para decidir qual chefe de estado comandaria novamente o território unificado, estava agendada, porém uma luta se estabeleceu entre as potências que durante as campanhas eleitorais apoiaram líderes opositores. Por não entrarem em nenhum acordo, em 1950 deu-se início a Guerra da Coreia. A pior parte do conflito ocorreu porque durante a divisão da Coreia, muitos cidadãos foram obrigados a se separarem de suas famílias e amigos, sendo proibidos de visitarem as pessoas que estavam do outro lado. Assim, muitos coreanos lutaram contra os seus iguais por interesse de terceiros.

A guerra entre as Coreias nunca acabou e os conflitos separatistas ainda existem na atualidade. A Coreia do Sul, que se estabeleceu como uma economia neoliberal capitalista, mesmo com uma série de governos de cunho ditatorial, conseguiu manter-se no caminho do desenvolvimento, deixando de ser um dos países mais pobres do mundo no início dos anos 1950 para se tornar uma potência econômica influente. Já a Coreia do Norte adotou um modelo de sistema socialista, comandado de forma rígida pela dinastia Kim. Hoje o país permanece como uma das nações mais fechadas, com um regime que investe boa parte de seu orçamento em armamentos.