(62) 3877-3223 / (62) 3089-5400

Saiba quem é Malala Yousafzai

Postado em 16/09/21
Saiba quem é Malala Yousafzai

Em 2012, quando tinha apenas 15 anos, Malala foi baleada na cabeça pelo grupo Talibã, por se manifestar ativamente na defesa da educação. Foi a partir desse triste fato, que ela ficou conhecida, mundialmente, como uma forte voz a favor da educação. Com 17 anos, recebeu o Nobel da Paz, sendo a mais jovem ganhadora do prêmio. Conheça um pouco de sua história:

 

Malala Yousafzai nasceu no dia 12 de julho, em 1997, no Vale do Swat situado no norte do Paquistão. Seus pais, Ziauddin Yousafzai e de Tor Pekai Yousafzai, desde seu nascimento sempre a incentivaram a estudar e gostar de aprender várias áreas de conhecimento como física, literatura, história e política. Quando Malala tinha 10 anos, o Talibã tomou o Vale do Swat como seu território. Diante de um governo fundamentalista, as escolas foram obrigadas a fecharem, aquelas que não obedeceram sofreram atentados. Nesse período, Malala estudava na escola da qual seu pai era dono e que, como as demais, teve que ser desativada.

Em 2008, Malala já escrevia no blog, publicado pela BBC, sobre o direito das meninas de irem à escola. No ano seguinte, para continuar frequentando as aulas, escondia o uniforme dentro de sua mochila para evitar ataques e espancamentos durante o caminho. Em 2010, embora existisse um acordo para que as meninas voltassem a estudar, milícias rondavam a área. Nos anos seguintes, Malala passou a se tornar pouco a pouco mais conhecida pela mídia internacional. Ela dava entrevistas, fazia discursos e já recebia alguns prêmios por sua defesa do direito das mulheres à educação.

Com maior visibilidade, sua vulnerabilidade também aumentou. Ela e sua família passaram a receber ameaças. Aos 15 anos, no dia 9 de outubro de 2012, enquanto voltava da escola, seu ônibus escolar foi parado por membros do Talibã, que subiram a bordo e perguntaram: “Quem é Malala?”. Ninguém respondeu, mas um dos terroristas a reconheceu e disparou três tiros em sua cabeça. O Talibã assumiu o atentado e declarou que o ataque à adolescente aconteceu por ela promover a educação secular.

Malala foi levada para um hospital em estado grave, quando seu quadro apresentou melhora, foi direcionada para Birmingham, na Inglaterra, para ser tratada em um hospital especializado no atendimento aos feridos de guerra. Sua alta aconteceu em janeiro de 2013 e a partir daí seu reconhecimento global foi consolidado. Depois de recuperada, Malala continuou com sua luta e se tornou uma porta-voz da causa. Juntamente com sua família passou a viver em Birmingham.

Em outubro de 2013, sua história foi publicada na autobiografia “Eu Sou Malala”, escrita por Christina Lamb. Com o dinheiro recebido, Malala criou um fundo que leva seu nome para promover a educação para meninas no Paquistão. No dia 10 de outubro de 2013, ela recebeu o Prêmio Sakharov, dado pelo Parlamento Europeu e na mesma data do ano seguinte, com apenas 17 anos, Malala recebeu o Prêmio Nobel da Paz, tornando-se a mais jovem ganhadora da premiação.

Em 2020, com 22 anos, oito anos após sofrer o atentado, Malala Yousafzai concluiu a faculdade de Filosofia Política e Econômica, pela Universidade de Oxford, e continua sendo ativista e um grande nome na defesa dos direitos das mulheres e da educação.

 

“Nossos livros e canetas são as armas mais poderosas. Uma criança, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo. Educação é a única solução”.

Malala Yousafzai